Poema Sem Nome



É duro quando a palavra é seca
não diz o que a alma sente
e o silêncio é maior que tudo
e não há outros olhos para olhar
só a tela de um computa-dor

conto os minutos
e a vida passa bem depressa
quando vejo já é amanhã
e estou sozinho em plena madrugada
a sonhar o dia que está por nascer

mas outras vezes eu durmo
e meu sono é quase uma morte
de manhã acordo com vontade de ficar
a cama é tudo que tenho de bom na vida
o mundo é só um sonho frustrado

um monte de teclas sob meus dedos
que deslizam secamente pelo teclado
a dizer qualquer coisa e que se dane
porque não há a explicação da vida
há apenas o sabdor de viver

3/09/2005

2 comentários:

  1. Maravilhoso!!!
    "Nossos sonhos vão muito além de nossas expectativas, mas o que importa mesmo é poder sonhar, pelo menos isso nos é permitido, tentar realizá-los, é mais que um objetivo - é um sonho."

    *´¨) O sonho de sermos felizes!
    ¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨) bjs, Marli
    (¸.•´ (¸.•` *

    ResponderExcluir
  2. OLÁ....MIGUXO LINDUUUUUUUUU...ADOREIIIIII SEU BLOG, MT BAUM DEMAIS SO....HEHEHE,,,ADOREI ESSE POEMA SEM NOME,,UHAUAHUAH....DEMAIS...QUERO MAIS...MAIS MAIS....VIU MOÇO....PARABENS MEU LINDO POETA....TE ADOROOOOOOOOOOOOOOO.....BEIJOKINHAS NA PONTINHA DO NARIZ!

    ResponderExcluir

O Poeta e a Palavra