2.9.05

Seios



No seio da noite acordo
e os procuro
com minhas sedentas mãos
quero o tato, contato, toque
mas de repente constato
no duro cimento
que separa minha cama de outros concretos
que a noite seios não tem

2 comentários:

  1. Fantástico...Lindo... seu poema!
    carinhosamente,Marli

    ResponderExcluir
  2. You SUCK GUYS BANNANAS!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...