13.10.05

SER POETA I

Navegantes,
não tenho postado ultimamente em virtude do curto tempo... Mas vamos que vamos e aqui vai mais um micropoema:
...
SER POETA I
...
Queria escrever um verso absurdo
obscuro
obsceno
...
com palavras do avesso
começo
de um poema
...
constituído de fatos, tripas e coração
ferida mexida: carne viva e sangue
pequeno que fosse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...