Tu és o quélcio do pentalganilho
saltando as rimpas do pijoncidélio
...
Teus olhos tem abarcalhantes
que murmuram antes
dos catalecismos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Poeta e a Palavra