desejo mudar o mundo

sou chato e incomodo porque desejo mudar o mundo
quero motivar as pessoas a ultrapassar seus próprios limites
se consigo não sei, mas tento
não sou eu esse que vos fala
sou tantos e não sou ninguém
tenho tantos em mim
trago toda a memória inconsciente dos meus antepassados
sou um mundo inteiro mas desconheço-me
e o que tento é descobrir quem sou
talvez seja chato, não sei, mas sou tantos
também sou esse cara que sorri que chora e sofre: idiota
humano ser normal
nem estou preocupado em fazer versos
apenas escrevo neste nosso público-privado espaço
se alguém se sentir eu saberá entender-me quem sou
do contrário são palavras nuas perdidas na noite erma e fria
já me esqueci o que é ser poeta
nem sei se sou lá ou se me vai

pé no rabo do futuro

é madrugada e estou aqui perdido
nas entranhas desta rede cibernética
ouço música ouço a mim ouço o mundo
ouço ouço ouço osso osso oco
e tenho sede, água
imagino um mar sob o céu da minha boca
o dia foi praticamente inútil
...
mas sinto saudades do futuro
meu céu era tão estrelado naquele tempo naquela terra
ficava imaginando o que havia além daquelas montanhas
era tão lindo tão sujo e tão puro
cheiro de bosta de vaca e flores do campo
...
a gente anda tanto cai tanto e de tanta pedra
um dia põe o pé no rabo do futuro e pisa firme no passo incerto
...
mas é certo que cedo ou tarde a gente aprende
toma o fardo e caminha porque o futuro sempre foge e é lindo
...
eu o amo
estou apaixonado pelo meu futuro
e já sinto saudades, não sei porquê

O Velho e o Teto

...............................................Como se o tempo
durante a noite
...............................................ficasse parado junto
...............................................com a escuridão e o cisco
...............................................debaixo dos móveis e
...............................................nos cantos da casa
...............................................prendendo poeira e picumãs


...............................................Como se o vento
durante o sono
...............................................trouxesse de volta o tempo
...............................................e soprasse um sonho
...............................................já velho de meninice


...............................................Como se o relógio
amarelado na parede
...............................................não tivesse pressa
...............................................e gemesse seus segundos
...............................................à espera da aurora
.
Poema que compus completando o poema do Ferreira Gullar (em itálico) para participar de uma promoção do do PortalLiteral, porém meu texto não foi selecionado.

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz