11.7.11

O Sabiá


O pássaro canta
O canto do sabiá.
Efêmero se espanta,
Aqui quanto acolá.

Nada como a liberdade, não é? Um pássaro pode até cantar bonito, mas preso certamente cantará a tristeza e a saudade de sua liberdade, de seus filhos, de seu par, da Natureza.

Invertendo o ditado (de que "mais vale um pássaro na mão do que dois voando"): mais vale dois pássaros voando do que um na mão.

Pensemos nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...