17.7.11

Poemócio


De barriga cheia e papo pro ar
agora eu quero
um copo
um corpo
cama e travesseiro
lençol e o dia inteiro
para não pensar em nada
a rede, o sol e o som do mar
numa linda tarde de domingo
em que arde o sono
o abandono do ser
num ponto
final


Inspirado no poema de Sylvia Beirute "E Agora Eu".

2 comentários:

  1. No cálice da candura rendo-me aos seus poemas curtos de sentidos profundos.

    Ternura sempre!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, meu caro, pela visita e análise! Um abraço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...