Mendigo



Atrapalho,
incomodo,
sobro,
fedido que sou.

Espalho
o perfume
da miséria
humana,
camuflada
sob o véu
de fragâncias
importadas.


(... continua num futuro livro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz