Amor Selvagem


O Amor é estranho,
Que nem bicho do mato.
Desconhecido e tamanho,
Dali a pouco manso como um gato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz