Deus, feliz e triste

Deus deve ser um homem/mulher bem feliz
Senta no seu trono sobre as nuvens e fica a contemplar sua criação
Esta beleza que se vê lá de cima
Este caos de máquinas e de seres humanos que vão e que vêm
Como se fosse um universo girando neste Planeta que gira num universo maior de estrelas e galáxias
 
Deus, um(a) feliz observador(a) de sua criação
A ver tantos filhos livres correndo pelo mundo
 
Mas onde está Deus que não o(a) vejo e não o(a) sinto?
Não pode ser feliz vendo seus filhos se matando injustificadamente
Vejo Deus sentado(a) numa montanha ao pôr do sol derramando lágrimas sobre sua criação
 
Deus, feliz e triste como eu a contemplar a rua da janela
 


Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para armazenamento!

Dicas culturais

E acontece de 2 a 6 de julho a Festa Literária Internacional de Parati, FLIP 2008.

Dicas de concursos literários em LeiaLivro. Visite!

E a gente vai se falando...

Mundos

Cada um vive o mundo a seu modo
e assim a vida segue nos seus fios que se cruzam
num caos aparentemente organizado
.
Cada um tem um mundo em suas mãos
às vezes é tão pequeno que cabe na palma da mão
são tantos mundos num mundo só
.
E assim somam-se as diferenças
e o mundo se torna mais colorido
.
mas nesse mundo muitos mundos vivem só
.
e outros tantos se divergem
se chocam, se arrebentam
se matam e comemoram a morte do inimigo
.
restam mundinhos sem seus mundos
.
mundos que ficam mudos
mundos que gritam
mundos que são calados

A gente vive despercebidamente...

A gente vive despercebidamente
e parece que os dias se repetem sempre iguais
mas no segundo próximo
haverá um novo mundo
com novas pessoas e algumas já partindo
.
Somos tão ínfamos e tão imprevisíveis
e a vida tão efêmera
enquanto nos preocupamos com coisas desprezíveis
a vida passa por/sobre nós
.
Que somos nós senão massa e energia?
sempre em movimento
sempre em transformação
.
A vida é tão curta
que se soubéssemos sua brevidade
acordaríamos mais cedo para ver o sol nascer
e faríamos tudo com mais amor e prazer

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz