Ser Poeta I

Queria escrever um verso absurdo
obscuro
obsceno

com palavras do avesso
começo
de um poema

constituído de fatos, tripas e coração
ferida mexida: carne viva e sangue
pequeno que fosse

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz