mais uma vez

Obrigado Camila, obrigado Rubens! Fiquei feliz pelos comentários!
..
Cheguei do curso preparatório que estou fazendo, por volta das 22h30min, e aí tive vontade de desafogar a alma, escrever uma carta ao mundo inteiro, tanta coisa atravessada na garganta, mas eu sei que por enquanto não posso fazer isso. Um dia direi e todos saberão. Não é da mulher amada que eu falo, essa já se foi. É à vida que me refiro. E para dar ânimo a mim mesmo e aos que por aqui possam passar, deixo essa frase transcrita num "folder" que peguei hoje no cursinho que faço:
...
"Nossa maior fraqueza está em desistir. O caminho mais certo de vencer é tentar mais uma vez."
Thomas Edison

noite escura

não sei que horas são
nem que dia santo
.
o tempo corre
e eu percorro a vida
a caminho da morte
.
enquanto houver luz
serei gente

Ser

Sou duro e frio
Como uma noite de inverno

Sou puro e rio
Como o diabo no inferno

Sou muro e mio
Como um louco me interno

Convite

Olá, estou de volta depois de um tempo sem postar. E recebi nesta semana o convite da Univap para participar da Cerimônia de entrega dos prêmios de sua Antologia Poética de 2005, da qual participei e fui selecionado com o poema "A Palavra Dura", conforme já dito.
E o livro, do qual falei no último post, ou melhor, o microlivro de micropoemas, está em fase de acabamento, acredito que deve sair até o fim da próxima semana ainda. E vamos que vamos porque a vida continua...

novidadade

Boa noite, bom dia, boa tarde... novidade: está no forno um delicioso livro de poemas preparado especialmente pra você!!! Aguarde... Abraço, ótima terça-feira e inté mais!!!

mulher gosta de...

eu não tinha estes olhos tristes só tinha um amor platônico pelo qual chorava mas não sentia saudade eu me sinto um cão sem dono e quero um colo de mãe de mulher sei lá preciso de um toque de um sorriso e a mulher que amo não percebe não vê e eu sinto falta sinto sua respiração sinto e sou assim um abismo de solidão e lágrimas e sem vergonha escuto as batidas no meu peito a me sucumbir eu ligo eu vou eu brigo por amor e que ganho eu com isso elas dizem que os românticos sempre se ferram mulher gosta de... de quê?

Mude

Mas comece devagar,
comece na sua velocidade.

Sente-se diferente, em outra cadeira,
no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, ande pelo outro lado da rua,
depois mude de caminho,
ande por outras ruas, mais devagar,
observando os lugares por onde passa.
Tome outros ônibus, se for o caso.

Mude por uns tempos o estilo das roupas,
dê os seus sapatos velhos,
procure andar descalço por uns dias.
Tire uma tarde livre
para passear no parque ou na praia.
Saia sozinho para ouvir o canto dos pássaros.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama.
Depois, de ponta-cabeça.
Assista a outros programas de tv,
compre outros jornais,
leia outros livros,
viva outros romances.
Troque de carro.
Não faça do hábito um estilo de vida.

- Ame a novidade.

Corrija a postura, faça ginástica, durma mais tarde, ou acorde mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia
numa outra língua.
Escolha novas comidas, temperos, cores,
diferentes delícias.
Experimente a gostosura da pouca quantidade.

- Tente o novo todo dia.
O novo lado,
o novo método,
o novo jeito,
o novo sabor,
o novo prazer,
o novo amor.
- A nova vida.

Faça novos amigos, mantenha novas relações,
almoce em outros lugares,
vá a outros restaurantes,
tome outros tipos de bebida,
compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde - ou vice-versa.
Escolha outro mercado,
outra marca de sabão, novos cremes.
Tome banho em horários variáveis.
Use canetas de outras cores.

Vá passear em outros lugares.
(Comece agora uma viagem para bem longe do aqui.)

Faça amor de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas.
compre novos óculos,
escreva outras poesias, jogue fora o despertador.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, novos cabeleireiros,
outros teatros.
Visite novos museus.

- Mude.

Você conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas,
mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança,
o movimento, o dinamismo,
a energia.
Dessa forma, apenas dessa forma - você viverá.
- Só o que está morto não muda!
Edson Marques
No livro Solidão a Mil
.

Intolerância



Aos poucos você me mata
atira lajotas na minha cabeça
atira tijolos que eu uso para construir nosso castelo
essas palavras que eu uso para sonhar nossos sonhos

Palavras que penetram minha alma
rasgando todos os meus sonhos
palavras que me arrastam para o banheiro
e me fazem sentir como aquele lixo imundo

Você é apenas um espelho de mim
um espelho que reflete em dobro a minha dureza
espelho que não aprendeu a me ver
aos poucos você me mata

Tempestade


O que faço eu Chuto o balde e me vingo dando murro na parede Vai me diz Você que sempre sabe de tudo Eu que sempre não sei A vida é uma bosta mesmo Foda-se Olha o seu umbigo Que cara é essa Eu não entendo porra nenhuma mesmo Calma o escambau Sei lá É sempre assim
É pois Bem que você me disse muitas vezes Cego que eu era não parava pra pensar nessa merda Mas que importa agora também Um dia eu lembro agora quando a gente caminhava pelo Parque você disse que às vezes não se entendia que era atravessada por um deserto E eu escrevia longas cartas de amor Era seu rio e me desaguava em você Foi assim a fios por anos Um dia choveu muito Encheu me saco eu fiquei muito puto da vida Aí você não aceitou minha enxurrada minhas porcarias todas e me surpreendeu com uma tsunami

Quero Um Buraco

© The Mind of Marguerita.com
quero um buraco
bem grande e fundo
sou bicho do mato
é-me estranho o mundo

merda no ventilador

Outro dia, o Marcelino Freire, do eraOdito, visitou o micropoema e me deu algumas sugestões, dentre as quais a de "jogar merda no ventilador". Com um amigo meu, saiu isto:
...
a quatro mãos com Max
percorro a noite
como um verme
percorre a merda

Constatação

"29 milhões de ligações do povo brasileiro votando em algum candidato para ser eliminado do Big Brother. Vamos colocar o preço da ligação do 0300 a R$ 0,30.
Então, teremos R$ 8.700.000,00. Isso mesmo! Oito milhões e setecentos mil reais que o povo brasileiro gastou só nesse paredão. Suponhamos que a Rede Globo tenha feito um contrato "fifty to fifty" com a operadora do 0300, ou seja, ela embolsou R$ 4.350.000,00. Repito, somente em um único paredão...".
Alguém poderia ficar indignado com a Rede Globo e a operadora de telefonia ao saber que as classes menos letradas e abastadas da sociedade, que ganham mal e trabalham o ano inteiro, ajudam a pagar o prêmio do vencedor e, claro, as contas dessas empresas. Mas o "x" da questão, caro(a) leitor(a), não é esse. É saber que paga-se para obter um entretenimento vazio, que em nada colabora para a formação e o conhecimento de quem dela desfruta; mostra só a ignorância da população, além da falta de cultura e até vocabulário básico dos participantes e, conseqüentemente, daqueles que só bebem nessa fonte.
Certa está a Rede Globo. O programa BBB dura cerca de três meses. Ou seja, o sábio público tem ainda várias chances de gastar quanto dinheiro quiser com as votações. Aliás, algo muito natural para quem gasta mais de oito milhões numa só noite! Coisa de país rico como o nosso, claro. Nem a Unicef, quando faz o programa Criança Esperança com um forte cunho social, arrecada tanto dinheiro. Vai ver deveriam bolar um "BBB Unicef". Mas tenho dúvidas se daria audiência. Prova disso é que na Inglaterra pensou-se em fazer um Big Brother só com gente inteligente. O projeto morreu na fase inicial, de testes de audiência.
A razão? O nível das conversas diárias foi considerado muito alto, ou seja, o público não se interessaria.
Programas como BBB existem no mundo inteiro, mas explodiram em terras tupiniquins. Um país onde o cidadão vota para eliminar um bobão (ou uma bobona) qualquer, mas não lembra em quem votou na última eleição. Que vota numa legenda política sem jamais ter lido o programa do partido, mas que gasta seu escasso salário num programa que acredita de extrema utilidade para o seu desenvolvimento pessoal e, que não perde um capítulo sequer do BBB para estar bem informado na hora de PAGAR pelo seu voto. Que eleitor é esse? Depois não adianta dizer que político é ladrão, corrupto, safado, etc. Quem os colocou lá? Claro, o mesmo eleitor do BBB. Aí, agüente a vitória de um Severino não-sei-das-quantas para Presidente da Câmara dos Deputados e a cara de pau, digo, a grande ideia dele de colocar em votação um aumento salarial absurdo a ser pago pelo contribuinte.
Mas o contribuinte não deve ligar mesmo, ele tem condições financeiras de juntar R$ 8 milhões em uma única noite para se divertir (?!?!), ao invés de comprar um livro de literatura, filosofia ou de qualquer assunto relevante para melhorar a articulação e a autocrítica... Chega de buscar explicações sociais, coloniais, educacionais. Chega de culpar a elite, os políticos, o Congresso.
Olhemos para o nosso próprio umbigo, ou o do Brasil. Chega de procurar desculpas quando a resposta está em nós mesmos. A Rede Globo sabe muito bem disso, os autores das músicas Egüinha Pocotó, O Bonde do Tigrão e assemelhadas sabem muito bem disso; o Gugu e o Faustão também; os gurus e xamãs da auto-ajuda idem.
Não é maldade nem desabafo, é constatação. "
José Neumani Pinto / Radio Jovem Pan

Destino

avisto o mar
..............feito de sal
..............e silêncio
...
há um resto de corpo
um pouco de sangue
.......................frio
...
preciso de um sopro
............e me dissolvo
......................rio

bom dia... (espero)

- bom dia, sr.
- bom dia!
- mais alguma coisa?
- seu sorriso é lindo.
- obrigada! Já me disseram isso.
- mas aposto que não disseram uma coisa...
- o quê?
- que você acaba de me conquistar.

de volta pra casa...

Depois do feriadaço do Carnaval, cansado de descansar lá em Cunha, cá estamos nós para mais uma semana... ou melhor, mais um fim de semana! Eita maravilha! Como diz o Simão, "nóis sofre mas nóis goza". E vamos que vamos porque a fila precisa andar... Abraço forte e arigato pela visita!!!

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz