2.1.06

Coca-Cola

Prezados(as) amigos(as) cibernéticos e reais, estou de volta e mais um ano está aí. Vamos vomitar muitos poemas, desafogar a alma, tirar essas palavras duras atravessadas no peito, no esôfago, esgoto e com gosto lançá-las ao vento, com gosto e gozo de fazedor e, apesar de todas as dores, inclusive a do parto, partimos, pois, por mais um ano e maravilha!!!
Para começar, vamos encher a cara de coca-cola:
...
Coca-Cola
...
Quase louco
de paixão
caio
na cadeira
de um bar
...
Chapo a cara
e encho o coco
de coca-cola
...
Quando acordo
da ressaca
tenho em cacos
meu coração
carente

Um comentário:

  1. Já que nos conhecemos no final de 2005, que 2006 seja muito vasto para nossos poemas
    abraços
    rubens

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...