Avesso do Verso

me viro do avesso e escrevo um verso
tão sujo quanto minha entranha
tão duro quanto minha alma
tão vazio quanto meu silêncio
...
isso que chamo de verso
se mexer fede

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sono

A sombra da noite persegue meu dia soca meus olhos beija meu corpo afaga meu ego e se desfaz