23.10.05

Morte

um dia a gente senta e pensa: o mundo é uma bosta
aí bate no peito um desejo enorme da noite
uma noite sem roupa e quente como gelo
deslizando seus lábios sobre o corpo
aí a gente deita numa cama boa
fecha os olhos e sonha
e o sonho já é
morte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...